Entrevista com o tatuador Fábio Alves

 

 

Tatuador Fabio Alves, 27 anos, Jaraguá do sul.

 

 

 

 

 

 

 

 

Como foi seu primeiro contato com a tatuagem?

Meu primeiro contato com a tatuagem foi devido a tatuagens que eu via em amigos, foi aí que comecei a me interessar por tatuagens.

A quanto tempo você está tatuando?

Estou tatuando a 6 meses. Minha primeira tatuagem foi em Fevereiro de 2017.

Como você descobriu seu talento para ser tatuador?

Primeiramente eu estava precisando trabalhar para mim mesmo, e como eu já curtia fazer minhas tattoos e achava interessante o trabalho dos tatuadores eu tive a ideia de começar a tatuar. Quando eu tinha 11 anos eu desenhava muito bem na escola, até minha professora dizia que eu tinha que pensar em alguma coisa no futuro que envolvesse desenho, pois admirava muito meus desenhos.

Nesse período que você está atuando como tatuador, qual foi a tatuagem mais complexa que você fez?

Pra mim a tatuagem mais complexa foi a minha primeira tatuagem (risos), pois eu estava muito nervoso e com uma tremedeira que parecia que estava com Parkinson (risos), não sabia quem estava mais nervoso, se era eu (tatuador) ou o meu amigo (cliente), foi muito engraçado, pois como não tinha muita experiência na área já comecei fazendo cagada, enquanto eu continuava fazendo a cagada meu amigo já estava combinando com outro tatuador pra arrumar (risos), tirando este constrangimento ao decorrer da tatuagem conseguimos corrigir os erros na hora da pintura e deu tudo certo. Sem contar que a tatuagem que fiz nele durou 7 horas que hoje eu faria em 1:30 hrs (risos).

Quais as suas recomendações para uma pessoa que vai fazer a primeira tatuagem?

Primeiramente pesquisar o estilo de desenho que mais o agradaria, em segundo procurar um tatuador que poderia atender a sua expectativa.

Como saber se o Studio de tatuagem oferece um serviço de qualidade e segurança?

Primeiramente conversar com o tatuador, sobre o tipo de material que é usado, se é descartável ou esterilizado, se o local é bem arejado e limpo.

Você já sofreu preconceito pelas tatuagens que possui ou por ser tatuador?

Como estou atuando como tatuador a pouco tempo na área não me lembro de ter sofrido nenhum um tipo de preconceito, nem pelo fato de possuir tatuagens nem pela profissão que escolhi.

Como é o reconhecimento da profissão de tatuador no Brasil?

 Eu acho que hoje em dia a profissão está sendo mais valorizada, menos preconceitos, as pessoas estão com a mente mais abertas, pois a tatuagem hoje em dia está sendo mais comum, pois a maioria das pessoas tem pelo menos uma tatuagem.

Qual a sua opinião sobre as convenções de tatuagens?

Eu acho ótimas, pois ali você encontra tudo o que é de novo e atualizado no mundo das tatuagens, desde um workshop até materiais usados, sem contar na troca de experiência com outros tatuadores.

Quais as dificuldades que você encontrou ao longo de sua carreira?

Por ser uma carreira curta, encontrei muitas dificuldades, desde materiais a serem usados e por não ter muitos tatuadores me dando dica, tive que estudar muito na internet, workshop e etc.

https://www.instagram.com/tattoo.fabioalves/

 

Cremo é Fundador do Portal Wonder Girls Tattoo e do Portal @CULTURAEMPESO. Formado em Redes para Computadores, é fotográfo e desenvolve websites. Página oficial no facebook: www.facebook.com/wondergirlstattoo Instagram: @wondergirlstattoo Perfil: fb.facebook.culturaempesobr

Compartilhe este post