Entrevista com fundador do Blog Tinta na Pele

 

 

 

 

Este ano completam 7 anos do tinta na pele na web e nos do portal WG decidimos falar com Hernani sobre todo o projeto.

 

Hernani, em que momento você decidiu tornar sua admiração pela arte corporal em blog?

Em 2009 criei grande amor por blogs e compartilhar informação, criei um blog de variedades inspirado no Sedentário & Hiperativo mas com uma sessão dedicada à body art que estava sempre com mais conteúdo do que as demais sessões. No final de 2010 uma namorada me sugeriu criar um blog só sobre body art pois eu me dedicava muito ao tema, sempre lendo e aprendendo mais em nome da paixão, daí nasceu o Tinta na Pele, 100% focado na minha paixão. Não é à toa que hoje é meu blog principal, praticamente o único que mantenho atualizado.

Oque foi mais complicado no início?

O mais complicado a princípio foi criar conteúdo que tanto inspirasse quanto respondesse perguntas dos leitores sobre modificação e cuidados. Estar sempre ligado nas tendências da tatuagem no Brasil foi muito importante, sempre buscar fontes de notícias para replicar e produzir matérias de qualidade mantendo o máximo de identidade para o público brasileiro.

Você acreditava que o Tinta na Pele seria tão reconhecido como é hoje?

Na verdade até hoje ainda não acredito que ele seja reconhecido. Cada vez que um artista ou uma modelo agradece por compartilhar seu trabalho e comemora com isso é uma agradável surpresa e um combustível para continuar mantendo a qualidade de conteúdo tanto no site quanto nas redes sociais.

Os objetivos do TINTA NA PELE foram alcançados?

Como fonte de conteúdo escrito o Tinta na Pele alcançou o objetivo que tracei antes mesmo de escrever a primeira linha de texto no site, escrevi matérias ensinando história e cuidados que até hoje são visitadas e servem de fonte de conhecimento. A nova meta é explorar novos canais e mídias para levar o conteúdo à nova geração que consome conteúdo em vídeo e não mais em texto como há 7 anos atrás.

O que você planeja para comemorar estes 7 anos?

Uma coisa que nunca fiz no Tinta na Pele foi o que é mais difundido dentro dos divulgadores de tatuadores e estúdios: Sorteios. Para isso estou iniciando o contato com artistas do Brasil inteiro para preparar um grande combo de sorteios de “flashs” nas principais cidades brasileiras e dar este presente a todos que acompanham meu trabalho.

O outro elemento de comemoração está em desenvolvimento que é minha entrada para o Youtube para produzir conteúdo mais abrangente na mídia atualmente mais consumida na internet que são os vídeos.

Como são desenvolvidos os artigos? Você trabalha sozinho, como divide seu tempo para manter o blog atualizado?

Com o grande crescimento da tatuagem autoral no Brasil os artigos de inspiração e significado ficaram em segundo plano e hoje estou focando mais nos artistas. Seleciono através do Instagram quais artistas publicar para produzir matérias que levem seus trabalhos e contato para meus leitores.

Meu tempo ainda está um pouco bagunçado, o ano de 2017 me tirou um pouco do ritmo que ainda está sendo recuperado mas busco dedicar pelo menos 4 horas por dia (das 22h às 2 da manhã) ao site entre matérias e Instagram.

Quais profissionais tem espaço no blog, e de que forma podem contatar e mostrar seus trabalhos?

O Tinta na Pele está aberto a todos os profissionais que trabalham com tatuagem autoral no Brasil. Mesmo hoje ainda existem os tatuadores de Cópia e Cola que prefiro não divulgar, bem como artistas que ainda não tenham técnica aprimorada na tatuagem e atuem como profissionais ao invés de se manterem como aprendizes até ter uma técnica melhor.

Você já foi aprendiz de tatuador e piercer, como foi essa experiência? Oque te levou a abandonar este caminho?

Ver de perto como é a rotina de um estúdio foi uma experiência maravilhosa além de poder perfurar e tatuar minhas cobaias e sentir a confiança delas por mim foi espetacular. Entretanto como meu foco era a tatuagem e não era um bom artista aos 18 anos preferi não seguir na área pois desde aquela época já acreditava que a tatuagem deve ser autoral, personalizada e realmente única. Segui outros rumos e me encontrei no Marketing Digital.

Quem é o Hernani fora do blog?

Sou um Workaholic, grande apaixonado por Cozinhar e por uma boa cerveja gelada com meus amigos.

Em todos estes anos as pessoas poucas vezes tiveram muito contato comigo a nível pessoal, isso levou muitas a criarem uma imagem de mim que por mais incrível que pareça é bem diferente da realidade, a começar pelo fato de que todas as minhas tatuagens estão concentradas em minhas duas coxas. Os últimos 7 anos coincidem com 10 mudanças de residência que sempre consumiram meu vidro de dinheiro para tatuagem.

Aceito tatuagens de presente pelos 7 anos 😉

Você tem o costume de divulgar também Alt Models, como você vê a beleza feminina aliada a arte corporal? E como trata o preconceito por muitas pessoas ainda que banalizam o trabalho delas?

Eu aprecio a beleza feminina em toda a sua essência e com arte corporal esta beleza é multiplicada mil vezes para mim. Por conta disso repudio toda e qualquer forma de preconceito sofrido pelas modelos, desde comentários desnecessários até a recente onda de denúncias em redes sociais contra o trabalho das modelos, causando perdas de perfis no Instagram.

É um comportamento irracional e nojento.

Jogo rápido:

4 tatuadores: Alexandre Dallier, Fredão Oliveira, Djalma Sforza e Feliphe Veiga.

Uma música: “Always The Hard Way” – Terror

Profissão: Publicitário

1 cd: The Cleansing – Suicide Silence

Tattoo: Biomecânico

Tinta na pele: Paixão

São Paulo: Meu eterno lar

Família: Amor

Uma frase:  “Você, eu, ninguém vai bater tão forte como a vida, mas não se trata de bater forte. Se trata de quanto você aguenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de aguentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer.”

Quais são os planos futuros do Tinta?

O Tinta na Pele será algo mais pessoal, quero me aproximar mais das pessoas por meio de conteúdo e algumas outras ações que ainda são sigilosas mas garanto que tudo o que vem pela frente será feito com carinho e dedicação e que tenho muita coisa planejada para os próximos 6 anos.

 

Qual o maior aprendizado que você teve nestes anos a frente do blog?

Humildade.

Qual o momento você pode destacar nestes anos?

Ter uma matéria minha replicada no Catraca Livre.

Considerações finais:

– O Tinta na Pele é uma das partes mais importantes da minha vida. Mesmo tendo deixado ele de lado algumas vezes eu sempre o retomo e busco mantê-lo com qualidade para os leitores e seguidores pois sou simplesmente viciado neste site.
Gostaria de agradecer o convite do Wonder Girls Tattoo para esta entrevista, foi algo novo para mim.

Além do site tenho o Instagram para artistas e alt models @Tintanapeleblog e um perfil apenas para artistas brasileiros no @tatuadores.br e o Facebook https://www.facebook.com/Tintanapele/ bem como o Canal no Youtube https://www.youtube.com/c/TintanaPeleBlog onde em breve terei novidades

Cremo é Fundador do Portal Wonder Girls Tattoo e do Portal @CULTURAEMPESO. Formado em Redes para Computadores, é fotográfo e desenvolve websites. Página oficial no facebook: www.facebook.com/wondergirlstattoo Instagram: @wondergirlstattoo Perfil: fb.facebook.culturaempesobr

Compartilhe este post