Entrevista com Fenix Tatuagem e Piercing – Uruguai

Nossa alt model Mirna Rodriguez conversou com os caras do Fenix Tatuagem e Piercing

Convido você a apreciar a entrevista com os caras do Fênix Tatuagem e piercing, que está localizado no centro de Maldonado-Uruguai, e conhecer parte do trabalho e seus pensamentos sobre o mundo atual da tatuagem.

 

Quantos anos tem o fenix local?

Estamos em Maldonado há mais de 12 anos, anteriormente estávamos na cidade das minas

Há quanto tempo você esteve na loja?

Desde o início do fenix.

 

Quantos tatuadores e perfuradores contam?

Temos 3 tatuadores um perfurador e um gerente.

 

Como você começou neste mundo?

Sempre gostei da arte e a tatuagem chamou minha atenção desde que eu era jovem e comecei quando eles me deram uma máquina.

 

O que você acha de formar outros tatuadores?

Parece bom, mas ninguém pode ser um artista de tatuagem de aprendiz, você tem que ter uma base de desenho muito boa e um tempo de aprendizagem de anos para poder tatuar uma pessoa, você tem uma máquina de tatuagem na mão não faz de você um artista de tatuagem.

Você se lembra da primeira tatuagem que você fez na loja?

Recordo que era um sol tribal no ombro.

 

O que você recomenda a alguém que queira fazer isso?

Recomendamos que você desenhe muito, se dedique, aprenda tudo sobre tatuagem, higiene, cuidados, técnicas, etc., o sucesso vem com tempo e esforço.

 

O que você recomenda para alguém que comete uma tatuagem pela primeira vez?

Recomendamos que você escolha o design que você realmente gosta e não por causa da moda, que você escolha o lugar certo para esse projeto, investigue com quem tatuar, é muito importante ver as obras do artista escolhido para tatuagem, a tatuagem é para todos vida

Como você acha que o mundo da tatuagem no Uruguai mudou? E em Maldonado?

Embora haja grandes artistas no Uruguai e tenha promovido a tatuagem, também há um problema ao fazer negócios, muitos que trazem suprimentos para vender vendem para qualquer um e isso começa a tatuagem sem um treinamento prévio fazendo tatuagens muito má qualidade, sem a higiene correspondente que a maioria não tem arranjo ou impossível fazer uma cobertura para a qual você precisa recorrer ao laser para apagar. Eu acho que o erro é pensar que a tatuagem é um negócio e não uma arte, um modo de vida.

 

 

A família do fenix é: Rodrigo, Ezequiel, Emiliano, Ricardo e Nicolas. @mirnalacatrina / face: Mirna Rodriguez / Maldonado-Uruguai.

Jornalista, Pós graduada em Comunicação Empresarial e Institucional, Pós graduada em Jornalismo Digital, Pós graduação em Jornalismo Contemporâneo e Mestre em Comunicação. Diretora da Projeta Comunicação Integrada. Foi editora chefe em uma Agência de Comunicação, responsável pelo conteúdo de jornais internos e de e-mail marketing. Foi professora universitária do Centro Universitário Nove de Julho (UNINOVE). Acumula mais de 14 anos de experiência em assessoria de comunicação. É responsável pelo site Arrasa, gata!, um portal de beleza e é apresentadora do Programa Estressadas, um programa de comportamento feminino.

Compartilhe este post