Bateu um arrependimento?

Nada é para sempre nessa vida, inclusive as tatuagens!

 

Até poucos anos, a remoção de tatuagens era um desafio para a medicina. O método da dermoabrasão, excisão cirúrgica usando laser de Dióxido de Carbono, de argônio ou de rubi traziam resultados insatisfatórios, não eliminando todas as cores do desenho ou trocando a tatuagem por uma cicatriz inestética. Graças ao desenvolvimento tecnológico atualmente é possível remover uma tatuagem ou até mesmo criar um novo desenho para alterar a antiga, dando a possibilidade de renovar a pele.

Hoje, com o avanço do laser, é possível eliminar uma tatuagem em até 100%. “Atualmente, a remoção de tatuagem com o uso do laser consegue resultados extremamente satisfatórios, em algumas sessões, sem deixar marcas, cicatrizes ou queimaduras”, diz Marcela Rodrigues, fisioterapeuta dermatofuncional.

 

As evoluções tecnológicas favoreceram os tratamentos para remoção de tatuagens. Os modernos aparelhos de laser são a melhor opção de tratamento, sendo mais seguros e propiciando resultados mais satisfatórios e eficazes. Seus resultados dependem de vários fatores como: localização, tamanho, tempo de existência, tipo de pigmento e cores utilizadas e tipo de pele.

 

O tratamento é realizado com várias sessões, depende do tamanho da tatuagem, das cores que foram usadas, e da profundidade que elas se encontram na pele. “A vantagem do laser específico para remoção de tatuagem, como o Q-Switch é que a pele sem tatuagem não será atingida com a aplicação, a luz do aparelho a laser é direcionada pelas cores da tatuagem. Esta técnica utiliza lasers que atinjam um alvo específico, no caso das tatuagens, um tipo de cor. Este alvo atrai o raio absorvendo a sua energia, o que causa a sua destruição sem danos aos tecidos adjacentes”, diz Marcela.

 

Mas calma, existem diversos fatores que influenciarão o processo de remoção ou clareamento de uma tatuagem, são eles:

– cor da tatuagem (a cor preta sai com mais facilidade, colorida é bem mais difícil).

– quantidade e profundidade do pigmento na pele.

– qualidade do pigmento.

– tamanho da tatuagem.

– resposta imunológica pessoal.

– local da tatuagem, etc.

 

Segundo Marcela, a maioria dos clientes que o procuram tem como objetivo apagar uma tatuagem muito antiga ou nomes de ex-namoradas(os), por exemplo. “Ninguém deve conviver com um desenho que não lhe agrada. Com essa técnica podemos clarear a tatuagem para que a pessoa possa cobri-la com uma nova arte ou removê-la totalmente”, destaca.

 

Vale ressaltar que é fundamental a avaliação personalizada de cada caso, bem como a realização das orientações quanto aos cuidados necessários antes, durante e após as aplicações de laser. A adoção de tais cuidados contribuirá para a redução dos riscos de má cicatrização e, dessa forma, para a obtenção de melhores resultados. “As complicações mais frequentes dos tratamentos de remoção de tatuagem com laser são os distúrbios de pigmentação, resultando em manchas claras ou escuras que, na maioria das vezes, são transitórios”, finaliza Marcela.

 

Cuidados antes da aplicação para remoção da tatuagem a laser

  • Não expor a região a ser tratada ao sol até uma semana antes da aplicação;
  • Não ter feridas abertas, infecções ou crostas no local a ser tratado;
  • Passar anestésico tópico na região no mínimo 30 minutos antes da aplicação;

 

Quais são os procedimentos existentes para remover tatuagem?

O laser tornou-se o tratamento de escolha para a remoção de tatuagens, pois proporciona uma alternativa eficaz, de baixo risco e com menores chances de cicatrizes inestéticas na pele. Há outros métodos, como aplicação de luz intensa pulsada, dermoabrasão, cirurgia plástica e até peelings químicos em altas concentrações. Esses métodos tem um risco mais elevado de formação de cicatrizes que as tatuagens corporais. Atualmente, a remoção de tatuagem com o uso do laser consegue resultados extremamente satisfatórios, em algumas sessões, sem deixar marcas, cicatrizes ou queimaduras. de tratamento, sendo mais seguros e propiciando resultados mais satisfatórios e eficazes. Seus resultados dependem de vários fatores como: localização, tamanho, tempo de existência, tipo de pigmento e cores utilizadas e tipo de pele.
Qualquer pessoa pode fazer? Existe algum preparo? A pele do local onde houve a remoção fica normal? Ela tem alguma alteração a curto e longo prazo?

Pessoas com problemas de pele e cicatrização não podem fazer, nem tatuagens, inclusive. O laser seleciona o pigmento da tatuagem sem danificar a pele circundante. Mas a nossa pele tem um pigmento natural chamado melanina. Pessoas com pele mais escura podem ficar, temporariamente, com a área tratada um pouco mais clara ou mais escura. No final, a pele volta a sua pigmentação normal sem o pigmento da tatuagem retirada. Mas se a pele estiver bronzeada os riscos de dano a pele normal aumentam. Não expor a região a ser tratada ao sol até uma semana antes da aplicação, não ter feridas abertas, infecções ou crostas no local a ser tratado e passar anestésico tópico na região no mínimo 30 minutos antes da aplicação;

 

Como funciona?

O tratamento é realizado com várias sessões, depende do tamanho da tatuagem, das cores que foram usadas, e da profundidade que elas se encontram na pele. A vantagem do laser específico para remoção de tatuagem, como o Q-Switch é que a pele sem tatuagem não será atingida com a aplicação, a luz do aparelho a laser é direcionado pelas cores da tatuagem. Esta técnica utiliza lasers que atinjam um alvo específico, no caso das tatuagens, um tipo de cor. Este alvo atrai o raio absorvendo a sua energia, o que causa a sua destruição sem danos aos tecidos adjacentes. O laser produz pequenos pulsos de luz que passam, sem causar nenhum dano, pelas camadas superiores da pele para serem seletivamente absorvidos pelo pigmento da tatuagem. Essa energia faz com que o pigmento da tatuagem se fragmente em partículas menores, que são então removidas pelo sistema imunológico do nosso corpo.

 

Como é identificado o número de sessões necessárias?

A luz do laser é muito bem absorvida pela maioria dos pigmentos das tatuagens, porém é muito raro uma remoção completa de uma tatuagem após um único tratamento. Geralmente são necessárias algumas sessões, com intervalo de pelo menos 1 mês entre elas. O número de sessões depende de algumas variáveis como: a cor da pele, a cor da tatuagem, o aparelho utilizado, o tamanho da tatuagem, a localização, a capacidade individual de cicatrização, os tipos de pigmentos utilizados e também há quanto tempo a tatuagem foi feita. As tatuagens com cores pretas são mais fáceis de retirar que as coloridas. As cores mais fortes respondem melhores ao laser do que as cores claras, de baixo poder de absorção como o amarelo e o verde claro. As tatuagens mais antigas costumam sair com mais facilidade do que as novas. As peles mais claras tendem a ter um tratamento mais rápido que as peles morenas. A maquiagem definitiva é feito com pigmentos diferentes das tatuagens corporais, podem ter resposta ruim ao tratamento com laser e, por isso, poucos os médicos utilizam laser para remoção desse tipo de pigmentação.

 

Elas são 100% removidas?

Dependendo de cada caso, sim.

 

A partir de qual sessão é possível ver resultado?

A partir da segunda ou terceira.

 

Quanto tempo dura uma sessão?

Em média 40 minutos, mas depende do tamanho da tatuagem.

 

Existe algum cuidado entre uma sessão e outra?

Sim, é necessário proteger o local tratado do sol por 60 dias antes e após cada sessão.

 

Pode tatuar no local onde houve a remoção?

Pode.

 

Quanto tempo entre uma sessão e outra?

Um mês.

 

Dizem que remover é mais doloroso do que fazer a tatuagem. É verdade?

Sim, pois o laser precisa retirar o pigmento, é mais dolorido.

 

 

 

Jornalista, Pós graduada em Comunicação Empresarial e Institucional, Pós graduada em Jornalismo Digital, Pós graduação em Jornalismo Contemporâneo e Mestre em Comunicação. Diretora da Projeta Comunicação Integrada. Foi editora chefe em uma Agência de Comunicação, responsável pelo conteúdo de jornais internos e de e-mail marketing. Foi professora universitária do Centro Universitário Nove de Julho (UNINOVE). Acumula mais de 14 anos de experiência em assessoria de comunicação. É responsável pelo site Arrasa, gata!, um portal de beleza e é apresentadora do Programa Estressadas, um programa de comportamento feminino.

Compartilhe este post